+55 (45) 3284-5300
Sooro Renner reforça segurança e mantém operação durante crise do coronavírus

LINHA DE APOIO

Empresa reorganizou suas atividades, redobrou cuidados com seus colaboradores e adotou uma série de medidas de prevenção a fim de evitar o contágio do novo coronavírus.

A Sooro Renner Nutrição S.A. é uma indústria de ingredientes lácteos. Atualmente, a empresa conta com duas unidades: uma em Marechal Cândido Rondon e outra em Estação, no Rio Grande do Sul. O princípio básico dos processos da Sooro é a concentração de nutrientes do soro de leite, ou seja, a retirada da água do soro de leite e transformação em pó, gerando vários produtos.

A empresa iniciou suas atividades em 2001, contando com cerca de 13 colaboradores. Em fevereiro de 2019, uma nova empresa foi criada a partir da fusão da Sooro e da Relat, levando o nome de Sooro Renner. A fusão fez com que a empresa tivesse uma ampliação no seu portfólio de produtos, além de uma notória participação no mercado nacional de whey protein.

Atualmente, a empresa possui um quadro com cerca de 400 colaboradores e tem uma capacidade de processamento de 3,5 milhões de litros de soro por dia. A Sooro Renner é uma empresa de estrutura moderna e completa. A produção é feita de forma controlada, sanitária, em circuito fechado e automatizado. A estrutura física, juntamente com a equipe altamente treinada e qualificada, explicam porque a empresa é líder do mercado no processamento de soro de leite no Brasil.

NUTRIÇÃO QUE GERA RESULTADOS

Os ingredientes que são produzidos pela Sooro Renner são de suma importância quando o assunto é nutrição, seja ela humana ou animal. Esses ingredientes atendem uma diversa gama de produtos na indústria de alimentos, podendo ser aplicados em suplementos nutricionais, sorvetes, chocolates, panificação, queijos processados, bebidas lácteas, alimentos infantis, nutrição animal, entre outros.

Esses produtos fazem parte da vida das pessoas, e essa é a preocupação da Sooro Renner, com a alimentação e nutrição de toda uma sociedade. A empresa trabalha pensando na saúde das pessoas através da nutrição que gera resultados.

PANDEMIA

Com a chegada da pandemia de Covid-19 no Brasil, muitas medidas precisaram ser adotadas para evitar a proliferação do novo coronavírus, e na Sooro Renner não foi diferente. Segundo a gerente Recursos Humanos Corporativo, Maristella Engels Candido da Silva, assim que surgiram as primeiras divulgações de pessoas com Covid-19 no Brasil, a empresa criou um “Comitê Crises Covid 19” com foco no coronavírus. “Imediatamente as ações foram sendo implementadas”, relata.

Alguns cuidados, como a frequente higienização das mãos e dos ambientes, já eram uma prática constante da indústria de alimentos, mas as ações foram reforçadas. “Disponibilizamos álcool gel em todos os ambientes, há uma pessoa designada para desinfetar os corrimãos, trincos, mesas e cadeiras, assim como todos os locais onde há pessoas em atividade”. “Na portaria foi colocado um pedilúvio com sanitizante, dessa forma todos, ao entrar ou sair, fazem a desinfecção do calçado. O refeitório foi reorganizado de forma que os colaboradores fazem suas refeições obedecendo a distância necessária. Adotamos, ainda, o uso de máscaras para todos os colaboradores e terceiros que acessam as instalações da empresa, seguindo as orientações do Ministério da Saúde”, detalha a gerente de Recursos Humanos.

A Sooro Renner se preocupa com o bem estar de seus colaboradores, e levando em consideração que alguns fazem parte do grupo de risco, e aqueles acima de 60 anos que são da área produtiva permanecem em suas casas,e os que realizam atividades administrativas estão trabalhando de forma remota.

“A Sooro tem acompanhado as orientações dos órgãos governamentais, mas, além do que é obrigatório, há a preocupação com o colaborador e sua família. Pensando em manter os colaboradores num ambiente com cuidados e atenção a possíveis sintomas, foram contratadas duas técnicas de enfermagem que monitoram a temperatura na entrada e saída de todos que entram na empresa”, enaltece Maristella, a respeito do cuidado prestado aos colaboradores.

Enquanto algumas empresas estão dispensando colaboradores, a Sooro Renner contratou mais colaboradores para reforçar a equipe de trabalho, prevendo possíveis ausências de alguns devido à doença. As orientações preventivas da doença são informadas através de murais, e-mails, TV no refeitório e linha de transmissão no aplicativo WhatsApp.

TRABALHADORES SE SENTEM PROTEGIDOS

Os trabalhadores da Sooro Renner se sentem protegidos com as medidas que a empresa vem adotando para evitar o contágio do novo coronavírus. Segundo o operador de máquinas Marsio Simon, em tempos de preocupação com a pandemia, não é difícil falar sobre como a empresa age em termos de prevenção. “Muito antes já nos protegíamos usando boas práticas de fabricação. Agora temos mais proteção através de técnicas em enfermagem, uso de máscaras e álcool gel. Nós, colaboradores, precisamos estar bem para podermos superar essa fase difícil, usando nossas culturas que são práticas diárias de proteção”, salienta.

MUDANÇAS NECESSÁRIAS

Com a pandemia de Covid-19 e com o fechamento dos grandes centros, principalmente São Paulo e Rio de Janeiro, o setor de lácteos teve um impacto muito grande na venda de queijos. Com esse impacto, a maioria dos laticínios diminuiu a produção de queijos, direcionando o seu leite para a venda de leite spot, UHT, entre outras aplicações.

Segundo o diretor de Operações, Eduardo Serra Ferreira, com a redução da venda de queijos houve uma redução muito grande no fornecimento da matéria-prima da Sooro Renner. “Tivemos uma redução de cerca de 30% na disponibilidade de matéria-prima devido ao impacto direto nos nossos fornecedores. Hoje nós reduzimos cerca de 30% a nossa produtividade”, aponta.

Diante deste quadro, para não deixar a planta ociosa, ele informa que pontualmente foi acordado um processamento de leite, transformando em leite em pó. “É uma forma de ajudar os laticínios a darem destino ao seu leite e nós, de certa forma, a ocupar parte da capacidade da planta”, ressalta.

Com o fechamento das academias de musculação e a diminuição das práticas esportivas, o diretor de Operações ressalta que houve uma drástica redução na compra de produtos da linha de nutrição esportiva, através do whey protein. “Estamos estocando esse produto e estamos mudando o mix de produtos para atender basicamente o setor de alimentação animal e as indústrias de alimentos. Estamos fazendo projeções de que o cenário será normalizado após o início do segundo semestre, em setembro ou outubro de 2020”, enfatiza.

IMPACTO COMERCIAL

Muitos setores da empresa sentiram impactos diante da crise gerada pela Covid-19, e um deles foi o comercial. “No setor comercial sentimos logo de início dos decretos das restrições do convívio social, a partir dos cancelamentos de pedidos e da postergação de títulos a vencer. Esse procedimento se deu mais acentuadamente nos clientes do segmento de nutrição esportiva, seguido de food service e de alimentação humana”, aponta o diretor Comercial e Marketing, Claudio Hausen de Souza.

Alguns grandes clientes, em alimentação humana, como exceção, seguiram demandando produtos, não pararam em nenhum momento. Um desses segmentos foi a área de nutrição infantil. O segmento de alimentação animal, rações e pré-mixes de rações seguiu demandando produtos e cumprindo suas obrigações com a empresa.

“Estamos em dia com nossas entregas aos clientes, demonstrando todo empenho de nossa empresa, ciente da importância de produzirmos ingredientes para alimentos. O esforço de nossos colaboradores em prol de nosso país está sendo reconhecido pelos nossos clientes e comunidade”, destaca Souza.

O Presente, Marechal Cândido Rondon - PR, 12/05/2020.

Notícias
Onde Estamos
Fale Conosco
(45) 3284-5300
sooro@sooro.com.br