Voltar

Alimentação animal: detalhes sobre a produção

Este artigo é para você que deseja saber quais são as soluções mais indicadas para alimentação animal e quais são os detalhes da produção.

Você sabia que o soro de leite é um elemento importante na alimentação animal de alta performance? Hoje nós vamos explicar como este elemento que já foi descartado pelo mercado se tornou uma matéria prima importante para diversos setores.

Então, sem mais demora. Vamos começar. Fique confortável e aproveite a leitura.

Veja também: Conheça seu próprio corpo: dicas para melhorar o desempenho 

Como é composta a alimentação animal 

Quais são as exigências que a composição da ração deve atender?

Produtores e técnicos são profissionais que trabalham ligados ao setor de saúde e se preocupam com a composição da ração animal. Entretanto, será que existiria uma fórmula específica que atenda a todos os casos? Por exemplo:

  • Engorda
  • Desempenho das atividades físicas do animal
  • Saúde 
  • Estética (beleza dos pelos)
  • Etc.

Bem, para saber disso, nós temos que falar em detalhes sobre alguns elementos.

Embora não exista uma composição única que garanta desempenho para a produção animal, nós podemos dizer que existe um padrão. Uma prática que faz todo o sentido quando o assunto é desempenho.

Leia também: Aprenda os melhores dias da semana para treinar

Nutrição animal para desempenho

Precisamos lembrar que cada espécie tem uma exigência nutricional específica para crescer, desenvolver-se e produzir. 

Levando em consideração tudo isso, e respeitando a saúde dos animais. Ao pensarmos em aumentar a produtividade por meio da alimentação, precisamos levar em consideração outros fatores, são eles:

Conhecer o potencial genético da criação. Então, para que um cavalo seja campeão de corrida, apenas a alimentação, apesar de importante, é o suficiente. Este animal também precisa ter uma predisposição genética para cumprir a tarefa. 

E a partir disso,  ministrar a ração animal correta, que atenda a exigência nutricional da espécie para performar, será fundamental.

Ou seja, a alimentação de alta performance é um combustível que alimenta um animal com ótima predisposição genética. 

Saiba mais sobre saúde: Saúde no Verão: como escolher o melhor horário para treinar

Composição da ração animal de alta performance 

Normalmente uma alimentação animal de alta performance conta com:

  • 34% de Proteína Bruta,
  • Minerais, enriquecido com vitaminas A, D e E, desenvolvido para confinamentos de bovinos de corte sem o uso de volumoso, tendo como dieta exclusiva o concentrado e o milho em grãos.

Esta é uma mistura peletizada, o que facilita a homogeneização da dieta. Também é indicado que a alimentação possua virginiamicina, melhorador de desempenho animal. Pois isso reduz a produção de ácido no rúmen, dando estabilidade ao pH ruminal.

Possui também a monensina em sua formulação, proporcionando melhor conversão alimentar e equilíbrio da flora do rúmen.

O que é preciso para ser uma alimentação animal completa 

Sempre atendendo as necessidades específicas do sistema de produção e categoria animal, o produtor deve misturar 15% de grãos com 85% de grãos inteiros de milho (sem moer ou quebrar).

Essa mistura irá compor uma ração animal que será a dieta exclusiva. Depois de adaptado, pode-se fornecer entre 2,0% e 2,2% do peso corporal diariamente, dividindo a dieta total em pelo menos duas refeições diárias.

Caso os animais ainda não estejam adaptados à dieta, é necessário realizar a adaptação e sempre deixar água à vontade.

Alimentação para bovinos de leite

Essa alimentação normalmente é formulada com 24% de proteína, que pode ser encontrada no soro de leite. Por ser uma de alta energia, com minerais, enriquecida com vitaminas A, D e E, e elaborada com ingredientes nobres. 

Este tipo de mistura é indicado para atender exigências nutricionais de animais de alto potencial de produção. 

Um indicado com volumosos de boa qualidade, silagens de forma geral, bem como adicionada em dieta total. Se você deseja um maior desempenho produtivo das vacas, o produtor pode contar também com ionóforo lasalocida em sua formulação, o que melhora a eficiência alimentar, possuindo também características palatabilizantes.

Leia em seguida: Qual a diferença entre Whey Protein e Albumina? E qual é melhor?

O que é a peletização?

A peletização acontece depois da mistura. Nessa etapa, por segurança, é primordial observar o vapor que é injetado. Uma boa peletização garante a durabilidade dos pellets, evita finos e rações queimadas. Assim, há um nível melhor de qualidade refletindo diretamente na hora da alimentação do animal.

A ração com um pellet de boa qualidade, resistente, com tamanho padronizado garantirá que o animal coma adequadamente. Por isso, o tamanho obtido com a peletização é muito relevante no momento de fabricação de rações em uma indústria.

Este foi o nosso artigo falando sobre mais detalhes sobre a produção da alimentação dos animais. Se você deseja ler mais conteúdos como este, continue acompanhando o nosso Blog. Estamos sempre trazendo dicas e novidades sobre nutrição de alta performance.

Agradecemos a leitura e até a próxima.