Voltar

Alimentos que fazem bem para a mente

Como você sabe, neste blog nós gostamos de falar sobre temas que trazem benefícios para a saúde. Por isso, hoje trouxemos um artigo focado nos alimentos que fazem bem para a mente.

E por que, alimentos que fazem bem para a mente?!


Há uma alta de casos de ansiedade e outros problemas relacionados, especialmente, com a saúde do cérebro e da mente.


Então, decidimos criar um artigo que trata do assunto de maneira direta e informativa.

Sendo assim, vamos lá. Aqui estão os alimentos que fazem bem para a mente. Fique confortável e aproveite a leitura! 

Saiba mais: Qual é o Whey certo para você?

Quais são as características de uma boa alimentação? 

Uma alimentação equilibrada é extremamente bem-vinda ao cérebro e, consequentemente, para a memória.

Estudos comprovam que frutas, peixes e algumas bebidas são exemplos de alimentos que ajudam a diminuir os esquecimentos do dia a dia.

Alguns alimentos realmente são bons para o cérebro e a memória. Os chamados nootrópicos supostamente são capazes de ajudar a melhorar o desempenho mental sem efeitos colaterais negativos.

Tire suas dúvidas: Quanta proteína você precisa consumir por dia?

Alimentos também alimentam a nossa mente

São alimentos ricos em substâncias que estimulam a nossa capacidade cognitiva, seja por um incremento na memória, atenção, concentração ou motivação.

Alguns alimentos nootrópicos são utilizados desde a antiguidade como o café e o cacau, por exemplo.

Os alimentos que têm a funcionalidade de melhorar o estado de atenção e a cognição, podem ser incluídos em um hábito alimentar saudável. São indicados quando há necessidade de melhora na performance do cérebro, da memória e da concentração.

Olhe com calma para o complexo B

O complexo B, principalmente as vitaminas B6 e B12, está relacionado à memória e ao funcionamento do cérebro. Nos alimentos, essas vitaminas são encontradas em carnes, peixes, ovos, vegetais verde escuros, castanhas, nozes e no abacate.

Leia em seguida: Whey Protein e diabetes: entenda a relação entre os dois e mantenha sua saúde

Hortaliças verde-escuras são o segredo

Guarde esta dica: as hortaliças de coloração verde-escura encontram um mix de substâncias parceiras do sistema nervoso, daí porque não podem faltar no cardápio ao longo de toda a vida. É só escolher sua preferida e caprichar na receita.

Mas vale ter em mente que o espinafre merece destaque.

Ele fornece bastante luteína, que faz parte de uma família de pigmentos conhecida como carotenóides. Esse componente contribui (e muito!) para a saúde cerebral.

Alimentos testados em bons estudos

Em estudo com 60 pessoas, realizado na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, os maiores consumidores de luteína exibiam memória e raciocínio mais afiados.

Os cientistas apostam suas fichas na alta capacidade antioxidante do composto.

Combater o excesso de radicais livres é uma estratégia primordial para a cabeça, já que o estresse oxidativo abre as portas para danos aos neurônios e às perdas cognitivas.

E as benesses dos verdinhos não param por aí

Além do afamado espinafre, a couve, a rúcula e os brócolis fornecem ácido fólico, vitamina que resguarda a massa cinzenta e ajuda a reduzir o risco de demências.

Ela também aparece em vários estudos por atuar em prol do DNA das células cerebrais.

Nunca é tarde para incluir esses ingredientes na rotina. 

Mas quem tem uma história de alimentação saudável e exercícios físicos já conta com uma poupança para um envelhecimento bem-sucedido.

Os vegetais ficam ótimos em sucos, saladas, refogados e cozidos no vapor. Mas não deixe tempo demais no fogo. O calor excessivo pode reduzir o teor de compostos bacanas.

Gostou das dicas de hoje? Então, continue acompanhando o nosso blog.


Estamos sempre trazendo dicas, notícias e novidades sobre o universo da nutrição que gera resultados.

Agradecemos a leitura e até a próxima!  

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência e recomendar conteúdo de seu interesse. Você pode concordar ou discordar com a coleta de cookis. Para mais informações veja a nossa Política de Privacidade.