Voltar

Anabolismo e catabolismo: saiba as diferenças e melhore os seus resultados

Nosso corpo trabalha com reações químicas 24 horas por dia, entretanto, durante a prática de exercícios acontece um momento chave do metabolismo, a tal “queima de energia”. Essa queima, que nada mais é a transformação química de elementos, é dividida em anabolismo e catabolismo.

A correta regulação do metabolismo – e maior aproveitamento das energias – começa com a compreensão de cada uma destas fases. Falando de maneira simples: se você entender as características do anabolismo e do catabolismo será capaz de obter melhores resultados.

Simples assim.

Portanto, hoje nós vamos conversar sobre as fases do metabolismo, avaliando quais são os exercícios indicados para trabalhar cada uma delas. Dessa forma, você vai saber quando treinar, como treinar, e qual é a suplementação correta para cada fase.

Vamos começar. Fique confortável e aproveite a leitura!

O que é o metabolismo?

Falando em poucas palavras: metabolismo é o conjunto de reações bioquímicas que ocorrem no organismo. Ele é regulado de acordo com diversas características de cada indivíduo, sendo que as mais influentes no metabolismo são:

  • Idade
  • Peso
  • Sexo
  • Atividades físicas diárias

Ou seja, cada metabolismo sofre inúmeras transformações em decorrência das diferentes combinações de muitos fatores, com destaque maior para os quatro elementos citados acima. 

O metabolismo é dividido em duas formas: anabolismo e catabolismo. Elas são responsáveis pelo correto balanceamento e a correta integração entre os elementos bioquímicos presentes no nosso organismo. 

O que é Anabolismo?

A forma anabólica ocorre durante a formação de moléculas complexas a partir de outras mais simples. É durante o anabolismo que acontece o chamado emprego de energia. 

Portanto, durante o anabolismo podemos dizer que existe um conjunto de reações de síntese e construção.

Exemplos e treinos anabólicos

Um dos exemplos mais clássicos do anabolismo é a síntese de proteínas a partir de aminoácidos. Então, quem deseja ganhar massa muscular precisa estimular o anabolismo. 

Exercícios anabólicos são os exercícios focados em levantamento de peso, por exemplo. Também convém aumentar a taxa de alimentos energéticos. Assim, o organismo receberá a quantidade de energia necessária para realizar processos anabólicos e desenvolver o aumento muscular.

O consumo de Whey Protein Concentrado (WPC), auxilia no anabolismo, pois ele confere ao metabolismo todas as energias necessárias para suprir as necessidades dos exercícios. 

Ou seja, no momento de um treino o seu corpo não vai queimar “músculos”, mas sim a gordura. E depois, durante as fases de repouso, seu corpo irá utilizar a proteína da suplementação para curar as microlesões presentes nos músculos – decorrentes do exercício. 

Sendo assim, oferecer alimentos ricos em energia e garantir a suplementação alimentar são fundamentais para  quem deseja ganhar músculos. 

O que é o catabolismo?

Apenas para que o artigo não fique extremamente técnico, vamos dizer que o catabolismo é uma fase “inversa” do anabolismo. Pois, nele estão todas as reações bioquímicas quando compostos orgânicos complexos são convertidos em moléculas mais simples. 

Portanto, em resumo, a fase do catabolismo é formada por reações de degradação e quebra – o oposto da síntese e da construção do anabolismo. 

Exemplos e treinos catabólicos

O exemplo mais clássico do catabolismo é a digestão. Nela, os alimentos consumidor são quebrados e transformados em diversas substâncias mais simples, que serão utilizadas depois pelo metabolismo em inúmeras funções corporais. 

O catabolismo produz energia. Por exemplo, ao consumir amido, um alimento polissacarídeo – carboidrato – o organismo é capaz de transformar em moléculas de glicose, muito mais simples e energética. 

Já as proteínas são transformadas, primordialmente, em aminoácidos. Esses serão utilizados em processos anabólicos do organismo. 

Ou seja, é durante o catabolismo que são fabricadas as energias necessárias para o anabolismo. Sendo assim, uma alimentação insuficiente pode fazer com que as fases catabólicas utilizem músculos na quebra e interfiram nos resultados.

Por outro lado, se a fase catabólica obtiver o auxílio de suplementos – como o Whey Protein Concentrado – essa proteína será transformada em aminoácidos, que ficarão disponíveis para o próximo treino. A proteína também vai auxiliar na reparação dos músculos. Melhorando o desempenho do metabolismo e o aproveitamento das energias disponíveis. 

Diferenças entre anabolismo e catabolismo

Para ficar tudo bem claro fizemos vamos dividir as duas fases em itens, para que você possa ver com exatidão as principais diferenças entre anabolismo e catabolismo. Veja:

Anabolismo:

  • Tem reações de síntese
  • Consome energia
  • Produz moléculas complexas – por exemplo, as proteínas
  • É a síntese de proteínas e a fotossíntese

Catabolismo

  • Tem reações de degradação 
  • Produz energia
  • Produz moléculas simples, como aminoácidos
  • É a digestão e a respiração celular

Melhor horário para tomar Whey Protein Concentrado

Muito bem, agora que nós já discutimos as fases anabólicas e catabólicas, é o momento de falar sobre o melhor horário para tomar Whey Protein Concentrado. Afinal, os melhores resultados virão se tomado antes ou após os treinos? 

Bem, a resposta dessa pergunta depende da hora em que você pratica o exercício. 

Já sabemos que o exercício físico exige, principalmente, aminoácidos. Desse modo, o seu corpo deverá contar com uma oferta generosa para que você seja capaz de fazer um treino de qualidade.

De todo modo, ao final de cada treino o seu corpo entra em fase de regeneração. Quando ele repõe a concentração intracelular e intramuscular de aminoácidos, utilizados durante o treino.

Então, se o seu exercício for feito durante a tarde, ou no período noturno, quando a sua alimentação já supriu o corpo de todos os aminoácidos necessários para o treino, você deverá tomar Whey Protein logo após treinar.

Afinal de contas, seu foco é a fase de regeneração, quando o corpo vai em busca da proteína necessária para produzir aminoácidos.

Por outro lado, se o seu treino for nos primeiros instantes da manhã, o Whey Protein pode ser utilizado antes do treino, em conjunto com uma fonte de carboidratos de digestão rápida. 

Ou seja: 

  • se o treino ocorrer em um momento do dia quando sua alimentação sólida já supriu as necessidades energéticas para o exercício, Whey Protein pode ser consumidor entre  1h e 2h após o treino.
  • se ocorrer nos primeiros instantes da manhã, quando a sua alimentação sólida ainda não teve tempo para suprir a necessidade energética. O Whey Protein de rápida absorção é indicado como um suplemento para disponibilizar energias de maneira eficaz.

Gostou do nosso artigo de hoje? Continue acompanhando o nosso blog, pois estaremos sempre trazendo notícias e novidades sobre o universo da alimentação de alta performance.

Agradecemos a leitura e até a próxima.