Voltar

Consumo diário de proteína: qual é a indicação nutricional apropriada?

Proteína para que te quero? Para ganhar massa magra, ter uma ajudinha na produção de anticorpos, enzimas, neurotransmissores, hormônios, metabolismo celular, contração muscular e reposição do gasto energético das células. Mas como saber se meu consumo diário de proteína é o adequado?

O consumo diário desse nutriente varia de acordo com a idade, sexo, peso/altura, gasto de energia de cada pessoa e outros fatores que um profissional da área de nutrição pode determinar com exatidão. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que o consumo diário deve ser de 0,8 gramas a 1,5 gramas de proteína por quilo de peso e isso ainda varia de acordo com o objetivo de cada um. 

Um cálculo rápido e simples para tem uma base do consumo diário é multiplicar o seu peso pelo número 0,8. Mas isso é apenas uma média padrão, com base na recomendação dos especialistas, já que cada pessoa tem necessidades e interesses diferentes quando o assunto é massa corporal.

Essas necessidades de energia contemplam a rotina diária (trabalho e realização de atividade física). Por exemplo, sempre que vamos treinar ou fazemos uma caminhada leve, o organismo utiliza as proteínas ingeridas. Elas também ajudam a manter saudáveis os músculos, cabelos, unhas, órgãos, ou seja, um nutriente que não deve faltar na dieta. Por isso, muitas vezes é recomendada a suplementação.

TEMPO PARA O CORPO PROCESSAR

É preciso levar em consideração o tempo que o corpo leva para processar a proteína. Isso é importante porque interfere no consumo e o período entre uma refeição e outra. Em média, nosso organismo demora de duas a três horas para processar entre 20 a 30 gramas desse nutriente.

Ao consumir mais que o necessário por refeição faz com que o aminoácido seja armazenado como gordura. Dessa forma a dica é ‘poupar’ o corpo em outras refeições e assim manter o equilíbrio para não exagerar e não aproveitar da melhor maneira o que as proteínas têm para oferecer.

ALIMENTOS RICOS EM PROTEÍNA

As proteínas de origem animal conseguem ser absorvidas pelo organismo, além disso, são mais completas. Alguns dos alimentos mais ricos são: carne, ovo, salmão, cogumelos, laticínios, quinoa e soja.

A dieta ideal vai depender sempre da avaliação do seu profissional de confiança e dos objetivos. Como suplementação o Whey Protein é uma substância de absorção rápida e de fácil digestibilidade, além disso, ajuda a garantir uma ótima manutenção das proteínas presentes no organismo.

Deu para esclarecer que o consumo diário de proteína varia entre cada pessoa e é importante atender as necessidades do seu organismo? 

‘Consumir conteúdo’ de qualidade também é fundamental para manter corpo e mente sempre saudáveis. 

Acompanhe nosso blog e confira novidades, dicas e experiências desse mundo da alimentação saudável.

Já estamos produzindo um novo artigo fresquinho para você! Até logo!