Como você sabe este é um blog que cuida da nutrição que gera resultados. E o que poucas pessoas sabem, mas o ato da alimentação é quase tão importante quanto o conteúdo do que se está comendo. Por isso, hoje viemos responder se comer rápido faz mal.

Mais do que isso, queremos mostrar as razões científicas por trás de cada problema ao comer rápido demais. Assim você terá informações para mudar os seus hábitos e incentivar as pessoas da sua família a mudarem também.

Saiba mais: Qual é o Whey certo para você?

Sim, comer rápido faz mal!

Você é do tipo que come tão rápido que sempre precisa ficar esperando os outros terminarem o prato nas refeições?

Pois saiba que este hábito pode trazer problemas para a sua saúde!

Aquele almoço em 5 minutos é capaz de elevar as taxas de glicose no sangue, gerar aumento de peso e da circunferência abdominal e, por consequência, elevar as chances da ocorrência de eventos cardiovasculares.

Comer correndo aumenta o risco da síndrome metabólica, ou seja, o surgimento de um conjunto de fatores relacionados a doenças que afetam o coração, como diabetes, obesidade, pressão alta e níveis de colesterol elevados.

Durante uma pesquisa realizada por cinco anos, estudiosos da Universidade de Hiroshima, no Japão, constataram que os apressados à mesa têm 11,6% a mais de chance de desenvolver a síndrome metabólica se comparados a quem come em um tempo normal (6,5%) ou lentamente (2,3%).

Tire suas dúvidas: Quanta proteína você precisa consumir por dia?

Comer rápido gera aumento de peso

O cérebro e o estômago trabalham em conjunto para controlar o apetite, mas este processo não é instantâneo.

Ao comer rapidamente, não se permite que os sinais de saciedade sejam transmitidos para o cérebro, os quais demoram 15 a 20 minutos em chegar, indicando que já não é preciso mais comida porque já se está cheio.

Isto faz com que se ingira maior quantidade de alimentos, consumindo mais calorias das que o corpo precisa, armazenando-as em forma de gordura e fazendo com que a pessoa engorde.

Leia em seguida: Whey Protein e diabetes: entenda a relação entre os dois e mantenha sua saúde

Indigestão causada por comer rápido demais

Comer rápido é um caminho direto para a indigestão. Entre seus principais sintomas estão azia e peso.

Às vezes, são tão agudos que podem ser confundidos com um ataque cardíaco.

O estômago embrulhado diminui quando o corpo termina de digerir os enormes pedaços de comida que você comeu.

Existem vários fatores que causam indigestão, tais como: comer rápido, comer muito, comer pratos com alto teor de gordura ou comer em situações estressantes.

Portanto, é importante ter cuidado, pois é possível que todos os cenários acima sejam apresentados ao mesmo tempo. E seu estômago não ficará agradecido.

Inchaço na barriga

Esse é um dos efeitos mais imediatos de comer com pressa.

A distensão abdominal, como é chamada, acontece porque o processo de digestão é mais lento, devido a engolir pedaços grandes de comida. Além disso, comer rápido faz com que se engula muito o ar.

Sabia que comer em silêncio é o ideal? 

Falar ao comer também pode ser um problema.

Ao conversarmos, engolimos ar e, além de atrapalhar a mastigação, todo o ar engolido pode ser transformado em gases ao chegar no estômago.

Talvez agora você entenda porque sente tanto desconforto depois de almoçar, não é mesmo?

E aí, gostou? Agora você já sabe porque comer rápido faz mal e também como evitar estes problemas.


Quer mais dicas de nutrição que resultados gerais? Continue acompanhando o nosso blog.


Agradecemos a leitura e até a próxima! 

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência e recomendar conteúdo de seu interesse. Você pode concordar ou discordar com a coleta de cookis. Para mais informações veja a nossa Política de Privacidade.